Be Well. Os snacks saudáveis mais deliciosos de sempre

Be Well. Os snacks saudáveis mais deliciosos de sempre (diasdeumaprincesa.pt)

A Marta Wahnon mudou radicalmente de vida. De relações públicas e da organização de eventos, lançou-se para um negócio delicioso ao qual se dedica exclusivamente, de corpo e alma. O processo foi gradual e mostra-nos que é possível fazermos aquilo de que gostamos e que nos agrada verdadeiramente. É só preciso pensar, planear e ir caminhando, com calma e sem pressa, porque tudo vai ganhando forma. Se mete medo? Claro. Mas todos os riscos metem. E para chegarmos onde queremos temos de passar por isto.

Os snacks da Be Well – a empresa que fundou – são tão bons que eu devorei-os como sobremesas. Há várias opções: desde programas de detox completos e com tudo incluído, a sopas, papas ou muffins. Os ingredientes são bons e criam uma combinação que junta o saudável ao saboroso e colorido – é tudo bonito e os olhos também comem.

Qual é o processo para a criação da Be Well?
Foi um processo todo ele muito natural, nada forçado. Sempre gostei e procurei ter uma alimentação equilibrada mas até passar à prática, na minha cabeça era algo bastante longínquo! Comecei a ouvir a opinião, primeiro do meu marido, que elogiava constantemente os meus temperos – afirma repetidamente a forma como consigo “brincar” com os paladares e tornar uma simples salada num prato tentador. Depois foi, literalmente, arregaçar mangas e arriscar: aumentar o numero de experiências, aprender e ouvir com quem sabe, seja cozinha, como na feira em que estive presente em Londres “Fare Healthy 2017”, seja em congressos, seminários sobre nutrição, até mesmo medicina quântica. Acredito que devemos estar abertos a um pouco de tudo o que desconhecemos até poder ter o nosso próprio poder de julgamento.

Qual é a missão desta negócio?
Acima de tudo trata-se de uma partilha de experiências. Situações, “receitas” criadas por mim com que me dei bem e rapidamente percebi que não podia guardar isto entre quarto paredes, tinha o dever de comunicar a todos aqueles que tivessem curiosidade e vontade de fazer mais e melhor por si. Quis explicar que isso é possível e mesmo sem terem tempo para o fazer, a Be Well está presente com esse intuito: levar uma experiência positiva a todos aqueles que estejam pré dispostos a mudar os seus hábitos alimentares ou manter mas não têm tempo ou criatividade para o fazer.

Como era a vida antes e depois do nascimento da Be Well?
Atualmente dedico-me inteiramente à Be Well. Durante 15 anos fui relações publicas em regime free lancer, larguei a Sonae aos 30 e apostei trabalhar na área dos eventos; correu muito bem durante um longo período de tempo mas como em tudo, chega uma altura que precisamos de mais, já não encontramos aquele brilho no olhar quando falamos do nosso trabalho, raramente entusiasmava-me, queria acreditar que se tratava apenas de uma fase mas estaria a mentir a mim própria. Porque não podia mudar para o vazio fui continuando até a Be Well ganhar corpo, dimensão e sustentabilidade para ter o privilégio de dedicar-me apenas a ele.

O que é que esta mudança representa?
Mais do que uma partilha de experiências, é um desafio. Tem sido, e espero que perdure por muitos e longos anos, um exercício emocional onde fiz frente a medos e incertezas, onde arrisquei e expus a minha essência. Com a Be Well dei por mim a devorar livros atrás de livros, fossem estes de receitas e\ou curiosidades de saúde e bem estar, conhecimentos que todos deveríamos assimilar. Num abrir e fechar de olhos, a minha secretária tomou novas cores, temas e, porque está junto da cozinha, cheiros também. Este projeto representa acima de tudo um constante desafio pessoal. É aqui que concentro as minhas energias.

A mudança de vida, apesar de gradual, foi radical. Como é que ultrapassou os medos e receios?
Foi uma mudança gradual. Dei e continuo a dar passos muito estudados. Medos, sim, claro que há. Só se fosse inconsciente é que não os teria. Mas medo não significa que não se saiba o que se está fazer. No entanto, caminhar no desconhecido é sempre um grande desafio e assumir uma nova responsabilidade, por muito bem preparada que que se possa estar, significa sermos cada vez mais exigentes. Às vezes acho que podia ter feito mais isto ou aquilo, mas não deixo de estar feliz e muito contente com esta caminhada.

Que conselhos daria às pessoas que têm uma ideia mas medo de arriscar?
A ideia só em si é pouco. Têm que encontrar algo que a diferencie dos restantes. Depois, aquilo que se escolhe tem que ser feito com muita paixão. Tem de haver uma verdadeira crença no seu projeto. Após isto, que estude, analise sob todos os ângulos e perspectivas, questione, queira saber a opinião de terceiros mesmo que às vezes estes possam ir contra as suas ou até mesmo desmoraliza-la. Acho fundamental não deixar de procurar estas opiniões, pois também são enriquecedoras. Ultrapassadas estas fases, e depois de falar com a família e ter o seu apoio, é avançar, pôr em prática e ter todo o sucesso do mundo.

É mais feliz agora?
Sem dúvida! Porque profissionalmente voltei a encontrar uma razão para pular da cama, muitas vezes com cinco horas de sono. Não há melhor gratidão possível do que as palavras dos meus clientes, após e durante o processo de um plano alimentar Be Well. São momentos como estes que me dão energia para criar e arranjar forças quando estou no final da semana esgotada. Parece que tudo recomeça do zero: são sete da manhã e vamos começar o dia.  É lindo. Estou imensamente grata.

É um projeto que fomenta um estilo de vida saudável. Sempre seguiu este lifestyle?
Olhando para trás acredito que sim e influenciada pela minha mãe, com quem vivia em criança, que sempre estipulou regras alimentares mas de uma forma, a meu ver, bastante natural e que hoje dou por mim a fazer com a filha filha:  doces de manhã está fora de questão, lanchar 1h antes do jantar, para aguentar e esperar pela refeição, verduras e legumes são obrigatórios na refeição porque, de outra forma, fica incompleta. Foi com este mote, que me vai acompanhar para o resto da vida, que fui educada.

Como é que funciona o negócio? As encomendas são feitas online?
Quem quiser produtos Be Well, requisita pela página da marca no Facebook ou pela minha página no Instagram. Lá podem encontrar, não apenas os programas alimentares de 3 dias (com tudo incluído), mas também as linhas que dispomos de venda individual para: sopas desintoxicantes, saladas em frasco, frascos de frutos e suplementos, servem como pequeno-almoço e\ou lanche, e muffins de diversos sabores com a vantagem de poder congelar e tirar no dia como se fossem feitos no momento.

A Be Well pretende acima de tudo proporcionar uma alimentação equilibrada sem que esta perca a máxima das cores e sabores para que possamos desfrutar ao máximo aquilo que a terra nos dá!

As entregas são só em Lisboa?
Neste momento já dispomos de entregas para a cidade de Lisboa, linha de Cascais, Margem Sul e Setúbal. Estamos a trabalhar para muito em breve chegarmos ao Porto e posteriormente outros pontos do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.